Numerologia Passional

Oh sim, todo ano é a mesma coisa, prometemos na virada do ano novo que faremos mil dietas, acertaremos as contas, conquistaremos mais coisas, ganharemos mais dinheiro, cuidaremos mais da saúde, arranjaremos um grande amor, entre outros emos, e eu, Clarisse, estou incluída nisso; não sou diferente. Fico procurando isto e mais um pouco nos meus pequenos fios de cabelo, o problema é que toda vez que acho que terei um ano novo, tenho um ano ovo. Mas prometi pra mim mesma que este ano seria diferente, não sei como mas seria, pensava eu na rua. Vi o anúncio de uma astro-numeróloga que era ali perto, sim, estas que acham que podem prever o destino das pessoas através dos números. Começou a chover e pensei por quê não? 



Era um prédio velho, destes abandonados de qualquer centro de cidade, deu medo de subir, pensei em ir embora, mas a chuva estava forte... eu tinha que esperar passar aquela enchente pra poder ir embora. O jeito era esperar, para com isso,  você nunca acreditou em signos e coisinhas, muito pelo contrário, entre o céu e o inferno você sempre ficou na terra, agora vem procurar numeróloga? Desce. Vai embora daqui e guarde seu dinheiro... vamos ver a comédia que vai ser isto; pensei em meu cepticismo.  Bati na porta e nunca vi pessoa tão excêntrica em toda minha vida, tropeçava feito bêbada pelos cantos do apartamento, em toda parte tinha roxo, bolas de cristais, tarô, e outras coisas...

- Então, sou a cigana Mara... o que você deseja? - meu Deus...
- Nada... eu só estava esperando passar a chuva, resolvi entrar.
- Algo te trouxe até aqui! - ...vai começar - Faça suas perguntas...

Eu, que não estava nem um pouco a fim de estender a conversa, perguntei os preços das metodologias dela, e perambulei com a numerologia, nem era tão cara assim e números sempre me despertaram curiosidade, embora eu não acreditasse em misticismo algum. Começou a fazer umas caras estranhas, a perguntar minha data de nascimento, nome e aquelas coisas todas...

- Bem me parece que seu número este ano é 7.
- E o que isto significa?
-Significa que você irá resolver seus conflitos emocionais, vai encontrar alguém que esteja neste mesmo momento...
- Ah, é...sei.
- Se duvida, faça o teste...
- Que teste?
- Saia, vá até um lugar que tenha bastante gente e repare nos números escritos nas camisas dos homens...
- Ah, claro, vou fazer isto agora na chuva... - até parece.

Paguei aquela maravilhosa consulta e continuei em frente ao prédio para esperar parar a chuva. Droga de chuva que não parava nunca. Consegui um táxi e sei lá por qual facilidade cheguei em casa. Mas aquela conversa tinha ficado na minha cabeça, é tudo bem não mudou minha vida, mas e se mudasse? Acessei a internet e entrei num site de numerologia, fiz o teste que deu resultado 1,  não 7. Enfim, tanto um quanto outro falava quase as mesmas coisas. Na certa, uma pequena furada. 

Resolvi sair dessa de números, que seria a coisa que mais veria depois que acabasse as férias, e ir para algum lugar que me divertisse. Fui ver um ensaio de um desfile de uma Escola de Samba, não era meu local favorito, não, até pelo gosto musical, mas não sei, sempre me diverti lá, desde criança. Estava um alvoroço de tanta gente, nossa... em apenas num ensaio daquele jeito, imagine no Carnaval. O engraçado é que alguns homens aderiram a essa moda de comprar camisetas que tenham números em algum lado, exceto as de time,  e daquelas horrorosas do Paraguai, que ali na Escola eram muitas. 

Já que estava ali, numa boa, olhei os  homens que tinham números entre o 1 e o 7  nas suas camisetas e nenhum me interessou. Até que entrou um bem interessante, com pinta de malandro, mas bonito, não estava com aquelas camisas feias de números ou times. Prestei atenção nele e em cada passo que ele dava... Ele não estava ali para se divertir ou sambar, digo por convicção depois que o vi roubando a carteira de um gringo gostando dos batuques da Escola. Poderia ter denunciado, mas não sei, a imoralidade falou mais alto, senti uma simpatia por ele, algo estranho - Clarisse, Clarisse...- um encantamento, sem explicação.

Ele me olhou e eu sorri, e quando veio falar comigo estava certa de que não seria só um amigo ou algúem que conheceria por algumas horas. Essas coisas de numerologia são estranhas... ele não estava com camisa alguma de número, não parecia ser alguém místico,  antenado em numerologia, e provavelmente não estava no momento 1 ou 7 de sua vida. Meu novo amor era apenas um 171.



K.C

19 comentários :

  1. Bela historia..juntou bem os elmentos o fim encaixou direitinho
    bj

    ResponderExcluir
  2. Adorei!

    to seguindo!!

    www.sosmaesolteira.com

    ResponderExcluir
  3. Não sei definir, talvez seja uma crônica. Muito boa, por sinal.

    ResponderExcluir
  4. Kelly, uma estória bem enredada. Eu também não acredito nestes bobagens místicas e também não acredito muito em coincidências mas a atração é algo inevitável, que seja por um 171 ou por qualquer outro numero e é isso que importa. Destino? talvez, mas que se viva a vida...abraços.

    ResponderExcluir
  5. Flertando inteligente e sultilmente com o humor numa história bem escrita e criativa. Sim, gostei. E, nesta fase da minha vida, de tantos fracassos seguidos e dores não curadas, poucas coisas têm de verdade me agradado...

    Obrigado pelos comentários no meu imberbe Blog, Kelly!
    Ainda é um embrião e confesso que conheço pouco de layout etc e tal. Na verdade, só gosto mesmo é de escrever - ainda me é a única salvação possível...

    Beijos, moça!

    ResponderExcluir
  6. Obrigada flor...

    Também adoro seu blog,eh muito lindo e o conteúdo muito bom....

    Jaa to seguindo...

    Bjus e sucesso

    ResponderExcluir
  7. O texto ficou muito legal! O final revela um bom humor e faz o sentido do texto surgir de forma leve e engraçada!

    Me fez sorrir. (num momento necessário!)

    Vlw pelo seu comentário no meu blog.
    Faz algum tempo que eu acompanho o seu! Fico feliz que você gostou do meu texto e obrigado pelo link!

    Sucesso!

    ResponderExcluir
  8. Kelly, eu adoro o seu tipo de escrita. Você é uma excelente cronista, de dar inveja...

    Gostei muito do jogo que você fez entre os números, que crônica deliciosa de se ler... provoca riso em alguns momentos, possui o imprevisivel de algo que pode acontecer no cotidiano.


    Ow e o seu livro?

    Eu adoro você!

    Abração.

    ResponderExcluir
  9. Criatividade, bom humor e misticismo aliados em uma história cativante e com pontos engraçados. Gostei!

    ResponderExcluir
  10. Um bom texto que nos insere até nos meandros da "numerologia", rs...

    Brincadeiras à parte, a atração é assim mesmo. Talvez, até acho que gostar de alguém e esse alguém gostar na mesma proporção é que é como acertar todos os NÚMEROS (olhe eles aí novamente, rs) na MEGASENA!

    Sorte, sorte pura!!!

    Bjs,

    ResponderExcluir
  11. Adorei mocinha, feliz estou, pois achei mais um bom lugar pra minha musicalidade inspirar...

    Alexandre Antonof.

    ResponderExcluir
  12. Nossa que história heim...
    Gosto dessas coisas que envolvem o misticismo na leitura, da um ar difetente e misterioso.

    ps: a ultima frase foi ótima!

    ^^

    ResponderExcluir
  13. Adorei! Ótima cronista, você.
    Parabéns pelo blog. ;*

    ResponderExcluir
  14. Já fiz um comentário particular pra vc né... rs
    ai sou burra auhauhauau

    mas então...
    adorei sua crônica!
    rs parabéns xuxu... rs

    dei risada... é a sua cara... rs

    love you...

    besos.

    ResponderExcluir
  15. Sucesso Absoluto.
    Finalmente um Blog que me fizesse tanto me divertir.

    É maravilhoso o teu entusiasmo. Fantástico.

    Meus parabéns.

    ResponderExcluir
  16. Muito legal e interessante parabéns

    ResponderExcluir
  17. Kell, postei no nosso blog Faces trocadas. Vai lá. \o/ tô com saudades viu querida?

    ResponderExcluir
  18. kk Muito legal,
    Tbm começo o ano cheio de promessas!
    Seguindo..
    http://michele-semroteiro.blogspot.com/

    Beijo.

    ResponderExcluir
  19. Divertidíssimo! uma leitura muito agradável e envolvente! já estou seguindo o blog...

    ResponderExcluir