Trecho de uma solitária petulância

"Now you say you're lonely

You cry the whole night through

Well you can Cry Me A River, Cry Me A River

I'll cried a river over you..."

                                                                                                                                   Nina Simone


Adoram dizer coisas de onde o outro vem. Se é cidade grande a pessoa é solitária, babaquice, pura tolice. Metrópoles, em suas entrelinhas são egocentricas, encimesmadas, sem perder seu próprio charme, assim elas se assumem.É diferente de estar no interior, cujo amor está na pseudoessência do próximo, e a política da boa vizinhança não passa de uma mera hipocrisia.

A verdade doi, doi muito.É duro ter que assumir que não gosto desse lugar, apenas suporto... isto é desafiar os limites da sobrevivência. Tenho nojo das churrascalhadas, nojo de ouvir aquelas músicas sertanejas pra imbecil ser feliz em dia de domingo. Não tenho vergonha em dizer o que sinto. Estou só e nada mudará isto,  nem abraços sejam eles falsos ou sinceros,nem choros, nem um belo vestido, um vinho, affairs passageiros, maquiagens, uma boa música, alguém pra conversar banalidades, nada tirará tal casmurrice atrelada nos poros , nessas vinte-e-quatro horas... chamada solidão.


K.C

21 comentários :

  1. Amiga, as felicidades e as tristezas, as alegrias e as decepções andam lado a lado. Para tudo na vida temos que superar o que for ruim e não se deixar levar de coração pelo que é bom. Temos que achar um meio termo, uma "solucionatica" para nossa "problemática"(rsrs). Então viva a vida, suba no telhado e grite bem alto que você esta aqui e ninguém nem nada vai te por para baixo. Parabéns pelo texto, abraços.

    ResponderExcluir
  2. adorei seu blog... tá d+!!!

    beijos e me visita!!


    http://drnanet.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Opá, sinto que alguém aproveitou o pot pra extravasar as emoções! é isso aí amiga, tem que colocar pra fora e mandar ver no que ta sentindo mesmo, afinal, td q vc escreveu tem sentido. Grande abraço e boa sorte com blog
    abraços do amigo @ericopena

    ResponderExcluir
  4. A pior coisa, o companheiro doloroso da saudade: A SOLIDÃO...

    Beijinhos

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir
  5. Aorei o seu texto, gostei bastante. Parabéns pelo blog. Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o blog.
    Parabéns pelo texto, muito bom.

    ResponderExcluir
  7. as vezes estamos no meio de uma festa, mas nos sentimos como se estivessemos em uma ilha deserta. deixando essa metáfora de lado. gostaria mesmo era de estar em uma ilha, digo isso literalmente! assim não teria que suportar esses abraços de gente hipocrita, currascalhadas e músikinha sertaneja kkkkkk
    desabafa kellinha! gostei!

    ResponderExcluir
  8. Kelly, primeiro queria dizer que seu post teve ate a ver com a minha estupidez de agora a pouco...ansiedade é horrível.
    TEXTO SINCERO O SEU. Já me senti assim tmb. E sei o que é odiar um lugar que se está fazendo morada, ou apenas de passagem. A política da boa vizinhança às vezes não funciona muito.Se nao vai com os cornos de alguém...acabou, se não gosta de certas músicas, piorou, ter que conviver com coisas que vão contra nossa essência e nosso eu.
    Obrigada por postar no meu blog
    e me perdoe tmb, já pedi a mesma coisa na comunidade.
    abraços
    aff...será que me encaixei na vizinhança hipócrita...
    desculpas a parte...dia de tempestade...rsrsrs
    a petulante fui eu.

    ResponderExcluir
  9. olá, obrigada pela visita no meu blog!
    também já morei no interior, depois de 25 anos morando em metrópoles. no início não gostava, mas depois fui me adaptando e vendo o lado bom, tanto que quando me chamara de volta p/ um emprego numa capital demorei 2 dias p/ dizer p/ o meu marido! fiquei mesmo na dúvida pois estava até curtindo. mas enfim, voltei para a capital, que é onde me identifico mais, mas tento trazer um pouco do que vivi lá p/ cá.

    ResponderExcluir
  10. temos que dizer tudo que sentimos...se guardar dentro de nós e pior...tem que se libertar...

    ResponderExcluir
  11. Oi, já estou seguindo seu blog!

    Segue o meu tbm: http://crazysdemais.blogspot.com

    Bjos

    ResponderExcluir
  12. adorei ta mt legal
    parabens me sigaa :)http://myheartfranzoca.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi , obrigado, em primeiro lugar pela visita ao meu blog, seus comentarios são sempre uma honra pra mim.
    bom, sobre teu blog, adoro o jeito espontaneo com que voce fala das coisas do dia a dia, dos sentimentos e do jeito direto, sem rodeios que mostra suas forças e fraquezas! Acho que escrever é antes de tudo um ato de coragem e isso voce tem muito, parabens pelas postagens com as quais sempre nos identificamos, parabens
    Ibere
    http://ibererestivo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. A cidade grande tem mesmo o problema do individualismo. Eu senti a diferença quando saí da minha pequena cidade no interior de Minas para trabalhar em São Paulo.
    Parabéns pelo texto!

    http://www.redenacional1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Alguns textos são bulas do meu eu interior.. este por exemplo.

    Parabéns pelo blog :D

    Passa lá :D
    http://esperapelaluz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Estar sozinho pode ser a melhor das companhias. Pois se não gostamos desta, somos os mais infelizes. Que sua companhia seja criativa.

    ResponderExcluir
  17. muito boa escrita... Cidade grande é o tema do meu blog tbm

    http://ocotidianodacidadecinza.blogspot.com/

    grande abraço!

    ResponderExcluir
  18. Adorei o sentimento dessa postagem... "pseudoessência" é foda!
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  19. Lendo seu texto encontrei comigo mesmo.

    Muito bonito o uso que você faz desse espaço.
    Abração amigo sempre.

    ResponderExcluir